Crianças pequenas costumam ficar desconfiadas com novos alimentos: ainda que já tenham sido apresentados de alguma forma a eles!

Encontrar pontes cognitivas ajuda a criança a integrar cérebro e reduzir o medo e a ansiedade de provar algo novo. “A cenoura é prima da batatinha que você ama”, ou “Esse macarrão parece o espaguete da vovó! Podíamos chamá-lo de espaguete-parafuso!”, ou ainda “essa carninha é parecida com aquela gostosa que você me disse que …

Meu filho fala "Eca"!

A princípio, todos nós podemos rejeitar qualquer tipo de alimento que não seja identificável como seguro (você comeria um besourinho frito sem antes pensar bem direitinho sobre o assunto?). A criança, de fato, teve muito menos experiências com diferentes alimentos do que a grande maioria de nós, adultos – e por isso pode ficar desconfiada …

"Toda criança passa por uma fase seletiva": Será?

Infelizmente, os conceitos de dificuldade alimentar são muito generalizáveis e, por vezes, pais e cuidadores acabam vendo um problema onde na verdade não existe. Na literatura, cerca de 25% das crianças são identificadas pelos pais como tendo algum problema alimentar. De acordo com Kerzner e colaboradores (2015), desses 25%, apenas 1% a 5% preenchem os …

Cursos presenciais 2019

Agenda de cursos presenciais 2019, com a Fonoaudióloga Aline Padovani São Luís/ MA – MULTIPROFISSIONAL 26 e 27/04 – Introdução Alimentar com foco no desenvolvimento infantil Inscrições e Informações: pelo Whatsapp: Grayson (71) 99106 2020, ou através do e-mail [email protected] Londrina/ PR – MULTIPROFISSIONAL 04/05 – Introdução Alimentar com foco no desenvolvimento infantil Inscrições e Informações: +55 …

Quantas vezes devo oferecer o mesmo alimento para a criança?

O que os estudos dizem Qualquer pessoa que trabalhe na área de alimentação está familiarizada com as pesquisas que citam o número de exposições necessárias para que uma criança aceite um novo alimento. Na verdade, os estudos variam: alguns dizem de 8 a 15 vezes, outros, 10, por exemplo. Já outras evidências sugerem que o …

Alimentação infantil: e depois da introdução alimentar?

Começo com uma importante informação: optar por uma introdução alimentar participativa, ou guiada pelo próprio bebê, não transforma sua criança em um comedor árduo de saladas e detestador de doces, como muitos imaginam.  Pelo contrário, a ideia é que a criança possa continuar exercitando suas habilidades inatas de auto-regulação. Sinta fome e coma o quanto seja necessário para …

8 formas simples de incentivar seu filho a permanecer sentado à mesa durante as refeições

Manter a criança sentada à mesa durante toda a refeição não é tarefa fácil para muitos pais. Algumas crianças já protestam mesmo antes de se sentar. Para essas famílias, o momento da refeição já começa cheio de stress, ainda mais quando há horários a serem cumpridos. Assim, muitos pais com a boa intenção de evitar …

Por que meu filho cospe a comida?

Seu filho costuma cuspir ou jogar os alimentos no chão com frequência durante as refeições? Esse comportamento tão comum entre os bebês costuma tirar muitos pais do sério. Mas por que o bebê faz isso?

A criança que não come: dificuldade ou comportamento?

Você sabia que apenas 12% das dificuldades alimentares apresentadas pelas crianças possuem causa puramente comportamental? A dificuldade alimentar é uma queixa muito comum em países do mundo inteiro. Ter uma criança que não come, que come muito pouco ou come apenas alguns alimentos específicos é um desafio e tanto para os pais. Muitos acreditam que o …

BLW não tem comprovação científica?

Fica difícil falar sobre comprovação científica do BLW se você não acompanha com afinco as publicações mais recentes, não é mesmo? Por isso, eu fiz questão de preparar um resumo didático sobre os últimos achados do protocolo de pesquisa BLISS (Baby-led Introduction to Solids, ou “introdução alimentar conduzida pelo bebê”), uma versão modificada (e controlada) do BLW. O …