Disciplina Positiva na Alimentação Infantil

Disciplina Positiva na Alimentação Infantil

Uma abordagem com foco na comunicação

A comida nada mais é do que a transformação dos alimentos em cultura. Tem uma função agregadora para os seres humanos. Há séculos nos reunimos em torno da mesa para estabelecer relações de sociabilidade e trocar experiências sobre o cotidiano. “Comer junto” é uma prática que estabelece os mais profundos vínculos com a família e a sociedade, e tem um papel importantíssimo na construção da identidade de um indivíduo.

Acontece que a comensalidade é uma prática aprendida, não instintiva. É extremamente necessário que família e sociedade entendam seu papel em como contribuir com a educação alimentar das crianças. Na hora da refeição é possível desenvolver autodisciplina, autorresponsabilidade, cooperação entre outras habilidades. Assim a criança aprende sobre a sua própria alimentação dentro de sua cultura, respondendo de forma socialmente produtiva às práticas culturais e familiares em torno da comida e do comer.

Desafios na alimentação infantil, como a seletividade alimentar, na maioria das vezes, são inerentes ao processo de desenvolvimento infantil. A Disciplina Positiva na Alimentação Infantil nos oferece um caminho guiado pela criança e liderado pelo adulto, no qual a criança aprende através do vínculo, do afeto e da escuta ativa. Cada um dos agentes envolvidos na alimentação da criança tem o seu papel.

>> Leia mais sobre a estratégia “Divisão de Responsabilidades na Hora da Refeição

Que estratégias da Disciplina Positiva na Alimentação podem ser úteis?

Não é apenas a criança quem aprende na hora da refeição. O tempo todo, nós adultos aprendemos a alimentar as crianças, de uma forma produtiva que a conduza à autonomia e autorresponsabilidade em suas escolhas alimentares futuras. Quando somos pressionados a fazer algo, isso só nos deixa mais nervoso, ansioso e incapaz de realizar uma atividade com facilidade e prazer. Através das práticas da Disciplina Positiva na Alimentação podemos ajudar as crianças a sentirem importantes e pertencentes na hora da refeição, oferecendo aos pais e cuidadores as estruturas que sustentam a Disciplina Positiva na Alimentação.

Quando uma criança se sente aceita em sua família/comunidade, ela é capaz de entender que pode contribuir. Participar da organização da mesa, servir alimentos ou bebidas à sua família, levar o prato na pia após as refeições são atitudes simples que contribuem enormemente para a aprendizagem da comensalidade.

Uma das principais ferramentas da Disciplina Positiva na Alimentação é a comunicação firme e gentil, ao mesmo tempo. Os adultos tornam-se o modelo de respeito para que as crianças sejam capazes de aprender não somente através da prática, como também da imitação. Desta forma, a Disciplina Positiva na Alimentação promete ser efetiva à longo prazo, já que considera o que a criança está pensando, sentindo e decidindo sobre si mesma e sobre o mundo.

O papel dos adultos é contribuir para que a criança a interprete o meio em que vive como um lugar seguro, no qual ela é capaz de conviver, tomar decisões e agir a fim de se adaptar, sobreviver e/ou prosperar. Para que a criança consiga ajustar seus comportamentos na hora da refeição, a Disciplina Positiva na Alimentação nos ajuda a mediar a aprendizagem de habilidades de vida, como respeito, cuidado com os outros, resolução de problemas e cooperação.

Através das ferramentas da Disciplina Positiva na Alimentação podemos ser capazes de encorajar as crianças a descobrir as suas próprias capacidades. É possível encorajar o uso construtivo do seu poder pessoal e da sua autonomia. E assim, ao permitir que a criança tente, não esperamos que ela acerte. A aprendizagem ocorre gradativamente, através de inúmeras tentativas e erros, e crianças tendem a aprender muito rápido quando são dadas múltiplas oportunidades de tentar novamente. 

>> Quer aprender mais sobre Disciplina Positiva na Alimentação Infantil? CLIQUE AQUI.

Espero um comentário seu!

Com carinho,

Aline Padovani

Aline Padovani é Mãe, Fonoaudióloga, Mestre em Ciências na Área de Comunicação Humana e Educadora Parental com foco na Disciplina Positiva e no Encorajamento para a Hora da Refeição.

Copyright 2021. Texto original, todos os direitos reservados. Caso utilize como referência, cite a fonte.

Deixe um comentário