É só uma fase?

Alguma vez na sua vida você já deve ter ouvido que uma criança não morre de fome. Que se ela tiver fome, instintivamente irá comer. Pois bem, não é bem assim que funciona.

Um cuidador, quando leva sua criança a um profissional e ouve esse tipo de conselho, acaba seguindo essa orientação. E apenas deixar a criança com fome, pode inclusive agravar uma dificuldade alimentar. 

Mas veja bem, a culpa não é do cuidador. Afinal, os profissionais estão em uma posição de poder e, teoricamente, pais e cuidadores costumam procurá-los quando já estão preocupados e não sabem mais o que fazer. Então, se não podem confiar neles, que esperança resta?

A verdade é que algumas crianças não estão simplesmente fazendo a escolha de se recusar a comer, por mais que as pessoas queiram acreditar nisso.

Existem inúmeros motivos para que uma criança se recuse a comer e, entender as causas dessa dificuldade alimentar, sem julgamentos, será essencial para ajudar essa criança e também sua família. 

Sobre a autora

Aline Padovani é docente, escritora e palestrante, fonoaudióloga de formação, com graduação e mestrado pela FMUSP/SP e Educadora Parental pela Discipline Positive Association.

0 resposta para “É só uma fase?”

  1. Olá Aline, minha filha uma semana come até um pouquinho, aceita os alimentos, em outras não tem acordo, vira o prato no chão, e não come nada, as vezes com muita insistência pega um pouquinho na mão e coloca na boca . Fico tentando de tudo,valendo de tudo, sem saber ao certo o que fazer . 🙁

  2. Meu bebê tem 1 ano e 5 meses e não aceita fruta nem sopinha e nem comida salgada. O que fazer?
    Só quer mamar e tomar mingau. Geralmente só toma mingau dormindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *