Prontidão para a introdução alimentar: meu olhar de mãe

20170316_115120.jpg
 
Joaquim está a 10 dias para fazer 6 meses. Mas tenho refletido muito sobre prontidão por aqui. Fiz algumas enquetes no facebook  e foi muito rico observar a diversidade de respostas, cada contexto cheio de carga afetiva e da certeza do que o momento pedia… Dá uma olhada  AQUI e AQUI.
 
Leia mais: Por que esperar até os seis meses (ou muito próximo disso)?
 
Seu movimento é todo em direção à comida. Ele se joga pra conseguir beber a água do meu copo. Há 20 dias mais ou menos começou a sentar sem apoio e tudo se intensificou! Foi tão nítido!!! Apesar da gente estar à procura constante de regras, sabe o conselho que eu queria deixar?
 

CONECTE-SE.

 
Amamentar é um processo de conexão e de vínculo com seu bebê e com seu próprio corpo.
Alimentar de outras formas senão o peito é um processo de conexão diferente e uma forma muito intensa de se comunicar sem palavras com seu bebê.
É compreender o que o momento pede, seja assistindo com a colher, seja deixando ele pegar com as próprias mãos, seja dividindo o alimento que te nutre, apenas passando nos lábios do bebê pra que ele sinta o gostinho do que ele está vendo você comer.

Isso é Introdução Alimentar ParticipATIVA.

 
 
É estar atento, e respeitar – você e ele – ao mesmo tempo. Serem felizes na descoberta, sem preocupações.
Essa não foi a primeira vez que o babyQuim experimentou algo. Há 1 semana mais ou menos que ele está dando óbvias pistas de que chegou a hora de se nutrir de outras fontes.
E, pouco a pouco, vou lhe dando oportunidades.
Nada formal, de hora marcada. Data de início, horário certo, comida escolhida à dedo, quantidade pré-estabelecida.
 

Não, nada disso.

 
Desde que ele começou a sentar, levo ele junto à mesa. Bebo água com ele no meu colo.
A partir dessa oportunidade, ele me mostra o caminho.
Isso também é BLW.
Mas por aqui vamos chamar de Introdução Alimentar ParticipATIVA.
O conceito é diferente e, ao meu ver, bem mais abrangente. Então é assim que vamos seguir em frente.
 

Vem com a gente?

 
Leia Mais: O conceito de Introdução Alimentar Participativa (IA ParticipATIVA)
Leia Mais: Os 20 passos para a Introdução Alimentar ParticipATIVA – #IAparticipATIVA
 

 
 


face-ads-2

Sobre a autora

Aline Padovani é docente, escritora e palestrante, fonoaudióloga de formação, com graduação e mestrado pela FMUSP/SP e Educadora Parental pela Discipline Positive Association.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *